Quando alguém fala que está indo para uma estação de esqui já imaginamos aquela paisagem toda branquinha, um monte de pessoas esquiando e brincando na neve. Essa era a imagem típica que tinha na cabeça até conhecer uma estação de esqui fora da época de inverno.

O Valle Nevado é a maior estação de esqui da América do Sul e fica a aproximadamente 1:30h de Santiago, capital chilena. Ele é construído bem em cima da Cordilheira dos Andes e fica a mais de 3.200m de altura! Fui para o Chile em maio, e mesmo sabendo que não teria neve queria visitar o lugar. Não pelo complexo em si, mas pela sensação de estar lá em cima da Cordilheira dos Andes, olhando aquelas montanhas de pertinho.

O Valle Nevado é a maior estação de esqui da América do Sul

A temporada de esqui começa, normalmente, no fim de junho e termina em agosto. Muitas pessoas que visitam o Chile em outras épocas deixam de visitar o lugar porque acham que não vale a pena ir em uma estação de esqui, sem neve. Não posso dizer se vai valer a pena ou não para você, mas eu achei o lugar lindo! Aquelas montanhas são belas em qualquer época do ano!

Como ir

Durante a temporada de neve há várias empresas que fazem o serviço, assim como muitos lugares que oferecem motorista particular e transfer até o local. Porém nos meses fora de temporada o mais indicado é ir com as agencias turísticas. As mais recomendadas são: TurisTour e a Turistik, mas há outras agencias. Os tours normalmente saem ás 9:00h e voltam ás 15:00h. O valor do tour varia de $ 28.000 a $ 35.000 (R$ 150,00 a R$ 186,00).

Outra forma de ir é alugando um carro e subindo a montanha. Para os motoristas experientes e que gostam de dirigir em estradas curvas é com certeza uma boa opção.

E lá vamos nós montanha acima!

A programação do passeio pode variar de empresa para empresa. Usualmente vamos ao Valle Nevado e depois paramos em Farellones para o almoço. Saindo de Santiago leva aproximadamente 1:30h para chegar ao Valle Nevado. Estaremos viajando por uma das estradas mais perigosas do mundo. Chamada a “Estrada da Morte”, a estrada em caracol tem mais de 60 curvas a maioria em 180 graus! O caminho é lindo, todas essas curvas na estrada, as montanhas ao redor… um quadro de ficar admirando!

Estrada em caracol

Quem sofre com enjoos, dores de cabeça ou labirintite pode vir a se sentir mal durante a viagem e durante o tempo que fica na montanha, afinal você estará a mais de 3.000m de altitude. É importante levar algum remédio e comer pouco antes e durante o período do passeio para evitar qualquer mal-estar.

Ao chegar no Valle Nevado podemos escolher passear pelo complexo, fazer alguma das atividades oferecidas, comer no restaurante ou subir no teleférico. O passeio no teleférico custa $ 17.000 (R$ 90,00) e, apesar de ser um pouco caro, vale a pena subir até o pico da montanha. De lá temos a vista mais linda do lugar, com as montanhas em tons de cobre e a geleira ao fundo! Além de poder ver toda a construção do Valle Nevado.

O teleférico e as geleiras ao fundo

Depois de ficar um tempo no Valle Nevado vamos em direção a Farellones. Lá paramos por cerca de 1h para o almoço. Aproveitei esse tempo para passear pelo vilarejo e ver um pouco mais do lugar. Farellones fica “viva” somente durante a temporada, nos outros meses os lugares e casas são fechados, pois, a maioria das casas são de pessoas que moram em Santiago e vão para lá somente durante o inverno. Depois desse tempo o tour finaliza e voltamos a Santiago, pela estrada de caracol mais uma vez.

O vilarejo de Farellones e uma macieira na calçada

 

Explore mais!

Share:

1 comment

  1. Lucas Carvalho 8 março, 2018 at 15:33 Responder

    Já fui no Vale em época de neve, é tudo branquinho ao redor. Mas ver essas montanhas com essas cores de cobre deve ser muito incrivel também!

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *