Um guia para você fazer uma viagem tranquila

Onde fica mesmo?

É um país sul-americano que faz fronteira ao norte com o Equador e a Colômbia, ao leste com o Brasil e a Bolívia e ao sul com o Chile. É todo banhado pelo oceano Pacífico. O território peruano foi o berço da civilização de Caral, uma das mais antigas do mundo. E posteriormente abrigou o Império Inca, considerado o maior império da América Pré-Colombiana.

A capital do país é Lima. A língua oficial do Peru é o espanhol. Há outras línguas que são faladas em diversas partes do interior como o quíchua, o aimará e outras línguas nativas.

Qual é a moeda?

A moeda de circulação é o Novo Sol( S/). A variação entre o sol e o real é muito pouca ou quase nada. Podemos considerar S/ 1,00 como R$ 1,00. O Peru é um dos países mais baratos da América do Sul para fazer turismo, exceto quando falamos de Cusco e as atrações próximas, como Machu Picchu. Para esses lugares é preciso reservar uma “graninha” a mais porque o custo de alimentação, hospedagem e atrações turísticas é bem mais elevado se compararmos com outras regiões do Peru.

Que moeda levar?

O ideal é levar dólares. Se você levar real certifique-se de fazer o câmbio em Lima ou Cusco pois é somente nessas duas cidades que trocam o real, na maioria das cidades as casas de câmbio só trocam dólares. Você pode levar o novo sol também, mas as taxas de câmbio no Peru são melhores do que as do Brasil. Assim, você sairá ganhando se trocar o real por dólar e depois trocar o dólar pelo novo sol.

Que horas são?

A diferença de horário entre o Brasil e o Peru é de 2h. No Peru são 2h a menos do que no Brasil, isso sem o horário de verão e tendo como referencia o horário de Brasília. Durante o horário de verão a diferença é de 3h.

Em qual estação eu vou?

As estações no Peru são correspondentes as do Brasil:

  • Verão: Janeiro a Março
  • Outono: Abril a Junho
  • Inverno: Julho a Setembro
  • Primavera: Outubro a Dezembro

Qual a melhor época para visitar o Peru? Como é o clima?

A melhor época para visitar o Peru é entre abril e novembro, onde a temperatura é mais baixa, porem os dias são mais ensolarados e as chances de dias chuvosos são poucas. Durante os meses de verão e no fim da primavera as temperaturas podem ser bem mais altas e os dias são muito chuvosos, o que atrapalha quem deseja fazer trilhas ou mesmo conhecer Machu Picchu. O clima varia muito, indo do seco e desértico em algumas regiões litorâneas e quente e úmido nas regiões de selva amazônica. 

Precisa de visto?

O Peru não exige visto para brasileiros e é permitida a entrada no país somente com a carteira de identidade. Porém, para uma viagem mais tranquila, e principalmente para viajantes independentes, é indicado o uso do passaporte. O passaporte é sua identidade internacional, pode evitar problemas diversos e trazer mais credibilidade a quem o leva. A estadia máxima permitida pelas autoridades do país sem o visto é de 183 dias.

Que telefones e endereços devo ter anotados?

Ninguém espera que aconteça algo ruim enquanto estivermos viajando mas é totalmente prudente ser precavido. Ter esses telefones e endereços sempre com você é muito importante e pode facilitar muito se acontecer algum incidente. E não esqueça o telefone e o numero do seu seguro viagem, eles também devem estar anotados e guardados sempre com você; assim como o nome e endereço de sua hospedagem.

EMBAIXADA DO BRASIL NO PERU

Fica em Lima,

Endereço: Av. José Pardo 850, Miraflores 15074, Lima

É aberto das 8:15h ás 18:00h.

Telefone: (51) 1 5120830

CONSULADO DO BRASIL

Em Cusco,

Endereço: Urb. Mariscal Gamarra Pasaje Gardenias, 13- D, Cusco

Telefone: (51) 84 22-1390

Email info@perutravelspecials.com

A bateria acabou, e agora?

Não há um padrão oficial de tomadas, porém a maioria é a de dois pinos chatos. Por isso o adaptador de tomadas item indispensável para ter na mala, já que a maioria das nossas tomadas e puglins são de três bolinhas. A voltagem em todo país é de 220V.

Qual região visitar?

O Peru está dividido em 25 regiões, que são divididas em 196 províncias. Um país com uma grande diversidade, possui 84 zonas de vida e ecossistemas, das 117 existentes em todo mundo. De desertos a geleiras, passando por praias e florestas…. Encontramos uma diferença de clima e vegetação muito grande nesse país. Podemos dividi-lo em três grandes regiões:

Regiões do Peru. Créditos: www.peru.travel

A cidade de Iquitos é chamada a capital da Amazônia peruana. Lá você pode navegar pelos rios, conhecer os animais da região e até acampar em meio a Amazônia. E é uma opção muito mais barata para conhecer a Amazônia se compararmos com os valores cobrados pelo lado brasileiro.

A serra corresponde a região do Vale Sagrado e Machu Picchu, e cidades tais como Cusco, Arequipa e Huaraz. E a reigião da costa correspondente a cidades como Lima, Paracas e Trujillo.

Das geleiras em Huaraz ao deserto em Paracas em um só país

É um país seguro?

O Peru é relativamente perigoso. E quando digo relativamente é para alertar que é um país em que se deve ter um cuidado maior. As regras de cuidado básicas se aplicam a todo país: não deixar seus pertences em qualquer lugar, manter sua bolsa e carteira a vista dos olhos, evitar usar o celular e câmara fotográfica em locais como metrô e ônibus, ou locais onde você não se sinta muito seguro, evitar sair caminhando sozinho em ruas vazias (principalmente de madrugada), estar sempre com seu passaporte e parte do dinheiro bem guardados em doleiras, se mostrar sempre confiante… E qualquer coisa que achar estranho é só correr. Sair em disparada mesmo, até um local movimentado.

Particularmente não achei o Peru tão perigoso como alguns falam. As pessoas te encaram na rua e ficam olhando ( O que dá um medão em muita gente) mas isso é mais um costume do povo e não sinal de que alguém vai te atacar. Tomando os cuidados básicos e ficando atento dá pra ir sem medo pra qualquer lugar, inclusive sozinho.  A cidade de Cusco é extremamente tranquila, cheia de gringos para todo lado. Em Lima ou Arequipa temos que tomar um pouco mais de cuidado quando vamos ao centro histórico. E mesmo cidades menos bonitas como Huaraz e Puno não devem te dar medo ou te impedir de passear ou sair a noite.

Como é fazer trilhas no Peru?

Para que vai fazer trilhas ou visitar os parques nacionais é importante dizer: A segurança no Peru é bem precária em relação as trilhas. O que quero dizer com isso é que, exceto em Machu Picchu e no Vale Sagrado, a maior parte das trilhas não têm barreiras de proteção, cabos para auxiliar a subida e nem uma cordinha básica para segurança. Normalmente não há vigilância e o socorro é bem precário.

Há lugares em que o único socorro capaz de chegar vem em uma mula. E estou falando sério! Lugares dentro das florestas ou montanhas em que não tem como vir carro, helicóptero e nem nada disso, e os cavalos não são capazes de andar pelos precipícios, o único animal capaz de chegar até lá é um burrinho. É tudo bem na natureza mesmo! Você irá caminhar em uma estrada de cascalho com 50 cm de largura na beira de um precipício. Se você cair já era, simples assim. Por isso não vá sem seguro! Ele é muito importante nesse país.

Algumas das trilhas no Peru

Como evitar o mal de altitude ou saroche?

Não vá achando que o mal de atitude é só para os fracos. Muita gente acha que pode simplesmente ignorar os efeitos do saroche no corpo. Acredite: o mal de atitude realmente existe e tem um efeito enorme sobre o corpo! Dor de cabeça, cansaço, falta de ar, arritmia cardíaca, náuseas e mais um monte de outros sintomas. A dica mais importante para diminuir os efeitos do saroche é: respeite os limites do seu corpo. No primeiro dia simplesmente faça caminhadas leves, para seu corpo ir se acostumando a altitude em que está. Descanse bastante, tome muito liquido.

Tome muito chá de coca e mastigue a folha também. A folha de coca traz um grande alivio aos sintomas do saroche! Os supermercados vendem a balinha de coca também, o efeito não é tão bom como mastigar a folha ou tomar o chá, mas é uma boa opção para quem não gosta do sabor da folha. Há também outros recursos como capsulas de oxigênio e oxigênio liquido, tudo vendido nas farmácias locais.

Chá de folhas de coca

No que devo ficar atento?

Na hora de fazer as malas

Leve roupa de frio e também peças para o calor. A diferença do clima é muito grande de uma cidade para outra. E dependendo da cidade faz calor pela manhã e frio a noite, então é bom estar preparado.

Faz mais barato por favor?

Pedir desconto é bem comum no Peru, todo mundo faz aquela cara de dúvida na hora de comprar um item e pede para que o vendedor faça mais barato. Em muitos lugares os vendedores colocam os itens no valor mais alto, para poder vender para o cliente com “desconto”. Mas se você não pedir esse “desconto” vai acabar levando o produto por um preço mais caro mesmo. Por isso na hora de compara algo (E isso vale para os pacotes turísticos também) não deixe de pechinchar e pedir que façam mais barato.

Cuidado para não perder o avião

Uma coisa importante sobre o aeroporto de Lima: lá usualmente é sempre lotado! Sério, é muita gente indo e vindo e o serviço das companhias aéreas as vezes não funciona de forma adequada devido ao volume de pessoas. Quando ia voltar de Lima para o Brasil cheguei com 4 horas de antecedência para despachar a bagagem e poder ficar tranquila. Acontece que havia uma fila enorme para despachar a bagagem e o serviço da companhia estava tão lento que quase perdi o voo. O voo era de manhã, o que costuma ser um horário mais lotado, mas mesmo em outros horários o aeroporto ainda é cheio.

Olha a moedinha

A todo momento velhinhas simpáticas vestidas com figurinos típicos e crianças com lhamas super fofas chegam até você pedindo para que você tire uma foto com elas. Nunca tire uma foto e deixe de pagar, nunca mesmo. Normalmente elas não cobram um valor fixo e pedem o tanto que você pode dar. Muitos ganham a vida através dessas fotos então é gentil se lembrar disso na hora de fazer o pagamento.

Vá além do óbvio

Lima e Cusco são as cidades mais visitadas e Machu Picchu é a atração mais vista, mas acredite: O Peru tem muito mais a oferecer! É um dos países mais incríveis do mundo! Não se prenda só ao básico e explore outras cidades e regiões! Com certeza vale muito a pena!

 

Explore mais!

Share:

1 comment

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *